Bicicleta ou automóvel? O que é melhor? A resposta não é facil e nada transversal a toda a gente

 

Obviamente, os entusiastas da bicicleta dirão que é a bicicleta, enquanto quem se fica apenas pela condução de um veículo motorizado, na sua maioria automóvel, dirá que é este ultimo.

 

Na verdade é tão fácil compará-los e identificar as diferenças, como rebate-las logo de seguida, tudo dependente da mentalidade da pessoa com que falamos, como do intuito para que esta usa a bicicleta e/ou automóvel.

 

Sim, e/ou, pois queira-se ou não, a grande maioria dos ciclistas são também automobilistas.

 

Neste sentido, vejamos: precisamos deslocar-nos a uma grande superfície comercial comprar móveis. É óbvio que de bicicleta, se torna uma tarefa senão impossível, perto disso.

 

A distância pode tornar a tarefa morosa e além de andarmos dentro da superfície comercial equipados e suados, teríamos de optar pela entrega dos móveis em casa e possivelmente gastar mais algum dinheiro por isso. Por outro lado, se formos de automóvel, é bem mais rápido e prático.

 

Mas… e se formos apenas ao mini-mercado que fica a 2 ou 3 quilómetros de casa, fazer umas pequenas compras para o jantar? Uma bicicleta e uma mochila às costas bastam. Ganhamos apetite, poupamos dinheiro, fazemos algum exercício. Só benefícios.

 

No entanto, depois vem a célebre conversa: mas os ciclistas deviam ter seguro obrigatório e carta, pagar IUC e além disso, fartam-se de transgredir. Eles é passar sinais vermelhos, eles é não parar em STOP’s, ou até circular em contramão ou nos passeios.

 

Vejamos por partes: em relação ao seguro, e na opinião pessoal deste que vos escreve, que é tanto ciclista como automobilista, concordo. E como tal, tenho seguro de acidentes pessoais e responsabilidade civil. É bom para ambos os lados.

 

Carta… Convenhamos que como dito acima, a grande maioria dos ciclistas é automobilista legalmente habilitado e daqueles que não o são, grande parte será menor de idade. O pagamento do IUC, é algo que se as pessoas souberem como e porquê é calculado, saberiam que aplicado a um velocípede, seria um valor irrisório.

 

Por ultimo, os ciclistas transgridem. Sim, é verdade. Muito verdade. Mas lance a primeira pedra, o automobilista que nunca passou um vermelho, deixou de parar num STOP e nunca passou por 1km/h que seja, o limite da velocidade. No entanto, no meu caso, mais facilmente me apanham a transgredir de automóvel do que de bicicleta.

 

O certo é que as bicicletas existem há muito anos e os ciclistas sempre transgrediram. E aqueles que as utilizam como seu único transporte há muitos anos, queiramos ou não, vão continuar a fazê-lo. Já o faziam antes da última alteração ao código da estrada, que visava dar mais proteção e direitos aos ciclistas e continuaram, pois para eles é-lhes absolutamente igual.

 

O que temos que conseguir perceber é que cada vez existem mais ciclistas e cada vez mais preocupados com a sua saúde e com o ambiente e que este tendem a cumprir com as regras.

 

São estes ciclistas que diariamente fazem dezenas de quilómetros para o trabalho e regresso e que ajudam a minorar a poluição. É menos um veículo na estrada, logo menos poluição, menos desgaste dos pavimentos, menos automóveis no trânsito, mais estacionamentos livres, só coisas boas.

 

Na manutenção dos carros, aqui no site www.autopecasstore.pt encontra peças para o automóvel aos melhores preços.

 

Na manutenção da bicicleta, na loja online retto.pt uma grande variedade de produtos com preços bastante convidativos.

 

No final, bicicleta ou automóvel? Fica como sempre tem sido, ao critério de cada um, cada qual com os seus prós e contras, como distâncias a percorrer, meteorologia, capacidade de carga…

 

Mas o importante é respeitarmo-nos, pois todos utilizamos a estrada e queiramos ou não, o ciclista não tem chapa à sua volta e como tal, neste duelo, com ou sem seguros e cartas à mistura, são o elemento mais vulnerável.

 

Numa bicicleta, pode ir um pai, uma mãe, o vosso filho… No automóvel também, mas mais protegido…

 

Há que haver respeito pelo outro de ambas as partes, cumprimento das leis por ambas as partes e também muito importante, fiscalização dessas leis por parte das autoridades, sobre ambas as partes.

 

Acima de tudo. Exercitem-se e sejam felizes.

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo