Como ser uma dupla de sucesso em uma ultramaratona de mountain bike

A treinadora MTB e ciclismo Adriana Nascimento dá dicas de como competir em dupla numa ultramaratona

 

A Brasil Ride 2019, nossa ultramaratona de mountain bike – competição em equipe durante sete dias consecutivos – tem data marcada para 20 a 26 de outubro. Mas para os atletas maio é o mês da largada para a preparação física e organização, começando pela inscrição, momento em que é necessário convidar alguém para formar a dupla. Posso afirmar que a maior dificuldade não é pedalar 80 a 100 quilômetros por dias seguidos, e sim competir em dupla, trabalhar em equipe e administrar o ritmo, ego e particularidades de outra pessoa.

 

As duplas são divididas por categorias masculina, master (os dois atletas precisam ter 40 anos ou mais), feminina e mista. A regra principal é pedalar junto todo o tempo. Caso a dupla se separe por mais de 2 minutos recebe uma penalização. Ou seja para quem pretende participar de um evento como esse é necessário observar se, além da capacidade física semelhante, você e seu pretendente têm personalidades adequadas para formar uma “dupla de dois”.

 

 

Bom humor, educação e o mínimo de humildade são características básicas, lembrando que o parceiro será a sua imagem. Cuidado com alguém melindroso, que exige muita paciência para se lidar, porque no decorrer da prova essa qualidade pode se esgotar. O amigo que vive medindo forças nos treinos também pode esconder uma personalidade inadequada, porque há grande chance de virar uma competição entre a dupla, e nenhum dos dois chega a lugar nenhum quando isso acontece. Pontualidade, disposição e comprometimento também entram na lista das características importantes.

 

Não pense que ao terminar a etapa, será só descanso porque tarefas como lavar a bicicleta, carregar a mala, tomar o banho e obedecer aos horários de refeições e alinhamento para a largada se tornam árduas ao passar dos dias. Se o seu companheiro for daqueles que precisa ser chamado três vezes para acordar, deixa para arrumar tudo em cima da hora e sempre esquece de levar alguma coisa para o treino, certamente você precisará fazer o papel de mãe dele durante a prova.

 

Por se tratar de um projeto de longa data e que exige um bom investimento, é importante verificar a disponibilidade sua e do parceiro, para se organizar quanto aos treinos longos, que acabam tomando bastante tempo, principalmente aos finais de semana. Chegar no meio do caminho e descobrir que não consegue conciliar trabalho, família e treinamento será frustrante. Já estou inscrita para competir, e a minha dupla é fonte de inspiração e motivação para treinar. Vivemos em estados diferentes e acredito que vamos nos encontrar somente no dia da prova, mas isso é só um detalhe porque temos o compromisso de fazer o que gostamos.

 

Mesmo encontrando o parceiro mais próximo do ideal, pequenas diferenças aparecerão e a vontade de superar e desfrutar o desafio será o fator de harmonia da dupla, que certamente voltará para casa com um bom aprendizado sobre amizade e companheirismo.


Se um desafio desses cabe na sua vida, monte uma “dupla de dois”, faça um treinamento adequado e participe, porque a Brasil Ride é uma experiência enriquecedora para corpo e alma.

Informações e vídeos no site da Brasil Ride.

 

*Adriana Nascimento foi nove vezes campeã brasileira de mountain bike. Já participou de várias provas de ultramaratona, como a Cape Epic e a Claro Brasil Ride. É treinadora de sua própria assessoria esportiva, que leva seu nome. Seu site oficial é www.anmtb.com.br

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo