Bicicleta vira poltrona para chamar atenção às altas cargas tributárias no Brasil


Projeto Bike Clandestina evidencia até 70% de impostos sobre o valor das bicicletas no Brasil

O que tem mais imposto, um móvel ou uma bicicleta? Em um primeiro momento você pode até pensar que é um móvel. Mas saiba que são cobrados até 70% de impostos sobre o valor das bicicletas no Brasil.


As altas cargas tributárias tornam as bikes um produto caro e inacessível à maior parte da população. Pensando nisso, o projeto “Bike Clandestina” quer evidenciar o alto valor das bicicletas no Brasil comparando com a carga tributária de um móvel, em que apenas 12% do valor cobrado é de imposto.


O projeto, desenvolvido pela agência Talent Marcel, com apoio da revista Bicycling e design de Cardoso Cycles, fez uma bicicleta que vira poltrona. O “Bike Clandestina” prevê que o consumidor possa escolher o formato de compra do objeto: ou móveis ou bicicletas.


O protótipo da ‘bike-poltrona’ seguirá apenas como uma peça para evidenciar as altas cargas tributárias. O produto não será comercializado. Para promover a ideia, além da própria bicicleta, foi criado o hotsite que explica o projeto e onde é possível montar o objeto de acordo com a vontade do consumidor: ou poltrona, pagando até 12% de impostos, ou bicicleta, pagando até 70% de impostos.


“Muitos reclamam do preço de bicicletas, mas pouca gente sabe que até 70% do preço é imposto. A gente quis mostrar essa informação de um jeito interessante, então decidimos criar um símbolo, a “Bike Clandestina”, afirma Sergio Takahata, criativo da Talent Marcel.


Para Denis Cardoso, proprietário da Cardoso Cycles, o convite da Talent Marcel para participar do projeto foi, além de uma honra, desafiador. “Atender à demanda de duas funcionalidades tão diferentes para o mesmo objeto já foi por si só inovador. Além disso, adequar peças de bicicleta existentes no mercado a este novo quadro feito de madeira, um material ainda novo mas cada vez mais presente na fabricação de bicicletas, foi um grande desafio.”, comenta Cardoso.


O Brasil é o terceiro maior produtor de bicicletas do mundo, perdendo apenas para China e para a Índia. Um processo de desoneração tributária representaria um incremento de 14% no consumo, segundo relatório da consultoria Tendências, estimulando o setor de forma a aquecê-lo, além de tirar da informalidade uma série de pequenas empresas que criam bicicletas sob demanda.


Para a diretora de conteúdo da Editora Rocky Mountain, que publica a Bicycling Brasil, o projeto é uma forma de chamar a atenção para isso. “O imposto altíssimo cobrado sobre as bicicletas sempre foi motivo indignação para a comunidade do ciclismo. Afinal, bicicleta é transporte, é saúde, é lazer, traz mil coisas positivas para a população. E esse projeto transgressor e criativo tem tudo a ver com bike, e nós da Bicycling o apoiamos totalmente.”


Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

MISSÃO

- Promover a integração humana e o respeito à natureza, por intermédio de atividades ciclísticas.

 

- Promover o bem estar físico e mental e otimizar a qualidade de vida dos integrantes, em atividades esportivas semanais.

 

- Criar um ambiente de descontração, lazer e amizade entre os integrantes e suas respectivas famílias, garantindo liberdade de expressão.

 

- Fomentar o senso de responsabilidade social, agindo ativamente na busca da inclusão social e da cidadania plena.

VISÃO

Praticar atividades ciclísticas com o fim de colaborar para a construção de uma sociedade justa e igualitária, com respeito e preservação do planeta, reconhecendo os benefícios da prática do ciclismo, valorizando o esporte, participando ativamente de eventos esportivos e atividades de lazer e buscando o bem estar físico e mental de seus integrantes.

 

SUGESTÕES

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon

© 2016 BY SIMPLECI.WIX.COM/HOME