O triatleta que compete com uma barra circular

Para Marcelo Artungui, "bike é bike", independente da marca ou do valor

 

 

Dono de uma bike de contrarrelógio, treinador de triathlon e entusiasta da clássica Barra Circular, da Monark, Marcelo Artungui parece não curtir usar somente sua melhor bicicleta para competir.

 

Esse ciclista paranaense (natural de Prudentópolis) de 37 anos volta e meia protagoniza polêmicas ao aparecer em provas com bicicletas “velhas de guerra”, como sua inseparável Barra Circular.

 

Nesta foto de 2018, por exemplo, ele encarou a competição Sesc Triathlon Caiobá no melhor estilo “raiz”, deixando muitos competidores boquiabertos — e para trás também.

 

Para Marcelo, não é preciso uma supermáquina de carbono de milhares de reais para ficar feliz na estrada – apesar de ele ser dono de uma dessas também.

 

“Bike é bike. Meu lema é ciclismo para todos, independentemente da marca ou do valor”, diz.

 

Com uma Barra Forte, Marcelo também foi vice-campeão em uma prova de “escalada” na Serra do Rio do Rastro!

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo