Ciclistas falam das ladeiras e da falta de acostamento na Bahia

 

O destino é a cidade mais importante da Serra Gaúcha, Caxias do Sul. E há exatamente duas semanas pedalando desde que saíram de Aracaju, Adhemar e Jorge já percorreram mais da metade do caminho. Essa é mais uma reportagem do Só Sergipe que acompanha os dois ciclistas que saíram de Aracaju rumo a Caxias do Sul, um percurso de mais de 3 mil quilômetros.  A viagem começou no dia 7 de março. Hoje completam 13 dias de pedal.

 

Agora, os ciclistas estão no Rio de Janeiro e deverão passar ao menos dois ou três dias na cidade maravilhosa, como previsto no roteiro.

 

“Nada melhor do que essa pausa para poder dar uma espairecida nas ideias. Afinal de contas não foi fácil chegar até aqui. Não é para todo mundo não”, afirmou Adhemar.

 

Rodovias sem acostamentos que os obrigavam a dividir a pista de rolamento com os carros, foram algumas das adversidades enfrentadas por eles na Bahia, além das ladeiras e o sol claudicante.

 

Mas, isso já não importava mais. Até porque, chuvas, trovoadas e raios intensos em parte dos estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro figuravam como novos problemas. Embora não tenham sido um impedimento para que prosseguissem com a aventura. “É um desafio tremendo”, assegurou Adhemar.

 

Agora, com mais tempo no Rio de Janeiro é hora de ajustar as bikes para que, dentro de alguns dias, retomem as estradas sem dificuldades.

 

Segundo Jorge as bikes são da marca Specialized e de origem norte-americana com uma avaliação muito boa. Apesar disso, devido ao desgaste do longo trajeto percorrido, uma das bicicletas teve dois raios e duas câmaras de ar danificados.

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo