Magnus Cort-Nielsen vence a etapa 4 da Paris-Nice #NaFuga

 

Em etapa acidentada, com uma fuga longa, o Dinamarquês do time Astana vence em cima de Thomas De Gendt, De Marchi e Giulio Ciccone.

 

A etapa mais longa da Paris-Nice, contou com 212km, e com um perfil que favorecia muito os corredores das Ardenas e aqueles que gostam de ir pra Fuga.

 

E em menos de 10km, já saiu a fuga inicial do dia com 7 ciclistas e mais tarde se juntaram outros 6 atletas. Thomas De Gendt (Lotto Soudal), Christoph Pfingsten (Bora-Hansgrohe), Julien Bernard (Trek-Segafredo), Olivier Le Gac (Groupama-FDJ), Mathias Le Turnier (Cofidis), Alessandro De Marchi (CCC Team), Kevin Reza (Vital Concept), Magnus Cort (Astana), Damien Gaudin (Direct Energie), Giulio Ciccone (Trek-Segafredo), Elie Gesbert (Arkea-Samsic), Eduard Grosu e Evaldas Siskevicus (Delko-Marseille-Provence).

 

Gaudin era o que mais tinha interesse, pois precisava defender a sua camisa de montanha, com 1 montanha de categoria 3, 3 montanhas de categoria 2 e 1 de categoria 1.

 

Durante o percurso, a fuga e o pelotão foram obrigados a pararem, para manter a mesma diferença de tempo, para a passagem do Trem. Após isso, a fuga conseguiu até aumentar a diferença de tempo, passando pra pouco mais de 6 minutos.

 

A primeira montanha de categoria 2 já começou causar estragos no pelotão, o atual líder Dylan Groenewegen sofreu as consequências e foi dropado. Enquanto isso la na frente Gaudin somava os pontos que queria.

 

Mas logo chegou o Côte de Condrieu, classificado como categoria 1, com isso a fuga que contava com 12 atletas foi reduzida a um grupo de apenas 5: Thomas de Gendt, Alessandro De Marchi, Elie Gesbert, Julien Bernard e Giulio Ciccone. Nesse momento Thomas De Gendt passou a ameaçar na classificação de montanha, pois ainda poderia chegar a 24 pontos e assim o fez.

 

O pelotão até tentou diminuir o Gap que ainda era de quase 3 minutos. Mas em vão, a fuga chegou nos 10 últimos kilometros com 52 segundos de vantagem.

 

De Gendt, De Marchi, Giulio Ciccone e Magnus Cort-Nielsen revezando e fazendo força na frente da prova, agora em busca da vitória. Uma vez que a diferença de tempo parecia pequena e o pelotão ainda tinha chances de busca-los.

 

Por fim, no último kilometro, Magnus lançou o ataque derradeiro, Thomas De Gendt até tentou seguir, mas já era tarde. No pelotão, Lilian Calmejane havia tentado um ataque, abriu um pequeno gap e conseguiu bater o pelotão maior.

 

Com esse resultado o polônes Michal Kwiatkowski assume a camisa de líder geral, Dylan Groenewegen se manteve com a verde, Thomas de Gendt buscou a camisa de montanha e Egan Bernal a de melhor jovem. Amanhã teremos Contra-Relógio individual.

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo