Ciclistas vão pedalar 500 km para ajudar comunidade terapêutica de Araxá

Ultrajudar 2018 terá trajeto entre São Paulo e Araxá em dezembro. Evento também contará com desafio simultâneo de corrida

 

 

Mais uma edição do Ultrajudar se aproxima e, neste ano, a equipe do atleta Felipe Ferrari reúne esporte e solidariedade para ajudar a Sociedade de Promoção Humana (Soproh) que mantém uma comunidade terapêutica masculina na sede da Fazenda Senhor Jesus em Araxá. A prova de ciclismo ocorre nos próximos dias 7 e 8 de dezembro.

 

O desafio deste ano consiste em um percurso de ciclismo de mais de 500 km entre São Paulo e Araxá. Simultaneamente ao trajeto de bike, haverá uma corrida em percurso montado nas dependências da Fazenda Senhor Jesus. Além do atleta profissional, qualquer pessoa poderá participar da corrida fazendo a doação de R$ 50.

 

Todas as doações serão revertidas em cestas básicas para a instituição beneficiada e, durante todo o desafio, a "vaquinha online" ficará disponível na internet para as doações. No caso dos participantes nos eventos esportivos, há valores específicos de doação que também darão direito a brindes.

 

O evento começará às 6h do dia 7 de dezembro e terminará na manhã seguinte com a chegada à propriedade rural do Alto Paranaíba. As doações podem ser feitas diretamente no site da campanha, que já está no ar.

 

– Esperamos o envolvimento de todos nesse Ultrajudar 2018 e que a gente possa colher não só os resultados das doações específicas do evento, mas que a gente leve ao conhecimento da comunidade de Araxá as necessidades que essa instituição tem e a importância de ajudar – comentou o atleta e um dos organizadores da ação, Felipe Ferrari.

 

No caso da pedalada, haverá pontos de encontro que serão divulgados nas redes sociais do projeto "Só para na Chegada".

Atleta do projeto Só Paro Na Chegada, João Silveira, está entre os confirmados do trajeto de corrida em Araxá — Foto: Só Paro Na Chegada/Divulgação

 

A entidade

 

A Soproh, mais conhecida como Fazenda Senhor Jesus, é uma organização não governamental fundada há 28 anos e que desenvolve atividades voltadas à recuperação de homens com dependência do álcool e outras drogas. A meta do evento esportivo neste ano é arrecadar R$ 15 mil para a ONG.

 

– É uma instituição tradicional na cidade e vemos também [dependência química] como um problema mundial e que, às vezes, é encarado com um preconceito muito grande. Coloco o Ultrajudar 2018 como uma oportunidade para a gente conhecer melhor as histórias dessas pessoas e quebrar um pouco algumas barreiras e preconceitos – defendeu Ferrari.

 

No ano passado, o projeto ajudou o Centro de Quimioterapia São Francisco e arrecadou mais do que a meta estipulada, de R$ 12 mil.

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

MISSÃO

- Promover a integração humana e o respeito à natureza, por intermédio de atividades ciclísticas.

 

- Promover o bem estar físico e mental e otimizar a qualidade de vida dos integrantes, em atividades esportivas semanais.

 

- Criar um ambiente de descontração, lazer e amizade entre os integrantes e suas respectivas famílias, garantindo liberdade de expressão.

 

- Fomentar o senso de responsabilidade social, agindo ativamente na busca da inclusão social e da cidadania plena.

VISÃO

Praticar atividades ciclísticas com o fim de colaborar para a construção de uma sociedade justa e igualitária, com respeito e preservação do planeta, reconhecendo os benefícios da prática do ciclismo, valorizando o esporte, participando ativamente de eventos esportivos e atividades de lazer e buscando o bem estar físico e mental de seus integrantes.

 

SUGESTÕES

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon

© 2016 BY SIMPLECI.WIX.COM/HOME