As definições de Brutalidade foram atualizadas, conheça o atleta Brou Bruto

 

O termo Bruto possuí diversos significados com vários sentidos. Ao escrever esse texto, pensei em significados para essa palavra: Na geologia essa palavra é tratada como “Bruta”, tal qual como feita pela natureza (no máximo cortada, mas não lapidada). Já no sentido econômico podemos trata-lo como Salário e na forma ambígua o significado pode ser uma pessoa rude.

Como visto nos exemplos anteriores, há diversos significados para o termo Bruto e de todos eles acrescento um que abre horizontes: a Força.

Quem é atleta ou pratica atividades físicas com maior frequência provavelmente já se deparou com a frase “Bruto d+", algo que corresponde a força ou a frase “Ninguém Quer Ser Feio” da sigla #NQSF. Frases assim possuem tom incentivador e são utilizadas por muitas pessoas como motivação para praticar suas atividades e superar limites. O dicionário da brutalidade tem essas palavras como base e vem acompanhado de frases como “Sem Fingimento, A Brutalidade Aflora, Sangue na Garganta” dentre muitas outras.


Você deve estar se perguntando: “O que esse texto de dicionário tem a ver com Bike?”

Na verdade, muitas dessas frases caíram no gosto popular de atletas praticantes de mountain bike por volta de 2014/2015 e foi adotada até por esportistas de outras modalidades, muitas delas são faladas até hoje. Você já parou para pensar de onde surgiram essas frases de efeito e quais são seus significados?

Em busca dessa resposta o Pedal foi até Belo Horizonte e conversou com a pessoa responsável por popularizar essas frases e motivar tanta gente no mundo esportivo.

Thiago Drews Elias, mais conhecido como Brou Bruto, é atleta de diversas modalidades esportivas. Brou nasceu em Belo Horizonte e além de atleta é empresário, pai, marido, filho, colunista de revista, palestrante motivacional, professor de educação, organizador de eventos e incentivador nato.

 

Aviso
 

Falar do Thiago não é uma tarefa fácil, por isso deixamos o recado que esse será um texto além dos habituais postados aqui no pedal. Vamos contar um pouco da trajetória deste multiatleta do seu começou no esporte até a criação do Desafio Brou Bruto que hoje é realizado em quatro estados diferentes durante o ano e chega e recebe milhares de pessoas em suas edições. Boa Leitura.
 

Falando a respeito do Brou
 

Conheci Brou Bruto por causa de seus vídeos motivacionais compartilhados no facebook em 2014, seus vídeos batiam fácil a marca dos 50 mil acessos em poucos dias, um feito e tanto para um perfil pessoal nessa época. A simpatia e humildade deste homem faz com que ele seja uma pessoa “Diferenciada” e muito querida por todos que o conhecem pessoalmente de maneira pessoal ou não.

Logo ao chegar em sua academia você se depara com a seguinte placa.

A brutalidade máxima aflora de dentro de cada gota de suor que escorre da nossa pele! Quer ser feio? Então bora treinar sem fingimento


No Instagram seu perfil conta com mais de 71 mil seguidores e seu principal perfil no Facebook está atualmente com quase 17 mil seguidores além dos 5 mil amigos. Esses números poderiam ser maiores se não fosse por um problema ocorrido no Facebook que acabou deletando sua antiga conta com mais de 25 mil seguidores há alguns anos.
 

Brou em família
 

Na intimidade Brou é apelidado de Thiaguinho por sua mãe, é pai da Leticinha Brutinha, sua esposa se chama Carol que recebe homenagens românticas de seu marido mostrando que o romantismo ainda existe.


Ainda se tratando da família do Brou, não podemos deixar de falar em uma das pessoas que mais moldaram sua vida, seu pai Vavá (falecido há alguns anos) foi uma pessoa muito presente e incentivou Brou e seu irmão a praticar esportes desde cedo. Vavá levava seus filhos para andar de moto na trilha amarrados a suas costas com uma corda, isso quando eles tinham pouco mais de cinco anos de idade. Uma das profissões de Brou, a de farmacêutico foi herdada de seu pai.
 

Início no esporte

 

Depois de uma temporada acompanhando seu pai nas trilhas de moto, ele migrou para o MTB a partir dos 10 anos e por volta dos 13 anos deixou o esporte para voltar a praticar motocross. “Larguei a bike de lado em um momento que poderia ter sido crucial para minha evolução como atleta de mountain bike”, destaca Brou.

Depois do motocross ele passou a ser atleta de musculação ao iniciar sua graduação em Educação Física. Seus treinos eram alternados entre musculação e futsal. Por causa da pratica de futebol, Brou sofreu um rompimento no ligamento do joelho e desde então prometeu nunca mais entrar em uma quadra para chutar bola.

A lesão o trouxe de volta ao mundo das bikes, um período de retorno difícil devido ao acumulo de massa muscular por causa de sua paixão pela pratica da musculação. O apoio de seu amigo Rosinha parceiro de longa data do Brou foi fundamental para que o atleta não desistisse da modalidade. Ambos passaram a treinar juntos e a “brutalidade aflorou” fazendo com que os dois passassem de companheiros de treinos a campeões em competições vencendo diversas provas de renome como o Iron Biker, Brasil Ride dentre tantas outras. Brou é multicampeão do Iron Biker também em categoria individual entre 35 a 39 anos.

 

Outras Modalidades
 

Como citado anteriormente Brou é um multiatleta e também pratica corridas de aventura e canoagem. No ano de 2013 ele participou do Grand Raid Pirineus na França acompanhado de seu irmão Bicudão e mais um amigo de equipe. Essa é uma das provas de aventuras mais exigentes do planeta com 120km montanhas e um acumulo de 8000m de ascensão, muita coisa. Brou sagrou-se campeão dessa prova e os próprios organizadores do evento acharam bem diferente um atleta brasileiro vencer essa competição por não estar habituado ao frio e a adversidade das montanhas.

 

Carregando a tocha olímpica

 

O Ano era 2016, vésperas das Olimpíadas no Brasil. Enfim a tão esperada Tocha Olímpica chegou em nossas terras. Em campanha de um dos patrocinadores do evento, Brou foi convidado para carregar a tocha representando nosso país e principalmente todos os ciclistas. Muitos atletas sonham com esse feito e ele foi um dos escolhidos graças a sua grande popularidade e incentivo a pratica do esporte.


Diferenciado


Muitos vivem em busca da fórmula do sucesso, mas poucos chegam lá. Um dos caminhos para o sucesso é ralar muito e aproveitar as oportunidades e experiências passadas. Como muita gente, o Brou também teve de ralar muito, treinar bastante e persistir para chegar aonde está hoje.

O destaque que dou para que o Brou seja “diferenciado” é sua capacidade de pensar no próximo e ajudar pessoas sendo como Papai Noel, doando brinquedo para crianças carentes, doando de bicicletas e equipamentos a atletas necessitados e pessoas comuns além de patrocínios a atletas tirando dinheiro do próprio bolso muitas vezes.

Junto aos quesitos citados anteriormente, Brou presta um grande trabalho gravando e divulgando vídeos motivacionais. Esses vídeos atingem grandes proporções e ajuda pessoas como foi o caso do ciclista Benjamin Souza. Veja depoimento:

“Em 2013 eu era sedentário e pesava 130Kg, junto ao quadro de sedentarismo eu era uma pessoa depressiva. Então fui apresentado ao mundo das bikes através de amigos. Comecei fotografando a prova de Onça de Pitangui enquanto acompanhava amigos. Dê todas as fotos que fiz uma ficou marcada em minha cabeça, uma dupla emocionada e maluca aos gritos de “bruto d+” durante a chegada. Esse instante ficou marcado em minha vida.

Em casa pesquisei quem eram esses caras e então descobri o Brou. Adicionei ele no Facebook e passei a me incentivar através de seus vários vídeos motivacionais. Passei a pedalar e a treinar e no ano seguinte resolvi encarar a ultramaratona Sertão Diamantes. Graças ao apoio dos amigos e da família fui para a prova. Estava receoso em participar, porém com o pensamento de “Eu quero, eu posso e eu consigo!”. Foi então que o Brou me deu o manto da Brutalidade e isso foi meu divisor de águas, fazendo eu conseguir meu tão sonhado Sertão Diamante.


Hoje peso 73kg e meu filho recebeu o nome de Thiago em homenagem ao Brou


Exemplos assim são muitos, vamos a mais um: Que tal pedalar 12 horas ininterruptas em meio ao caos urbano da praça sete de Belo Horizonte em prol de arrecadar brinquedos para crianças carentes? O Brou faz isso. Abaixo uma imagem do tradicional desafio Brou 12 horas de pedal pela solidariedade.


Fechando com chave de ouro, olha o dia que um menino ganha uma bicicleta de presente e mostra que a simplicidade não tem preço e faz toda diferença.

São muitas às pessoas presenteadas pelo Brou através de seus Sorteios Malucos, Rifas e presentes a seus seguidores nas redes sociais e em eventos. Para chegar ao sucesso foi um longo caminho e ele faz jus ao carinho que recebe das pessoas.

Sua equipe Brou Aventuras é uma das principais referências do Mountain Bike e Ciclismo possuindo diversos títulos nacionais e até internacionais.

 

Dicionário da Brutalidade

 

Diferenciado, o sonho nunca acaba, bruto d+, sem fingimento, chá de selin, sangue na garganta, brutalidade aflorar, quer ser feio? Essas e muitas outras frases compõe o dicionário da brutalidade. Se você conhece alguma frase do dicionário da brutalidade, poste aí nos comentários.


Segundo Brou: “a brutalidade aflora de dentro para fora e é expressada através de cada gota de suor de nossa pele”. Ele acredita que o ser humano tem ela de forma intrínseca e doida para ser extraída.

Esse vocabulário foi criado ao longo de anos e devido a facilidade de expressão do atleta essas e tantas outras frases caíram no gosto popular por causa de seus vídeos e textos.

 

Abaixo segue trechos de uma entrevista inédita realizada com o Brou em 2015
 

Pedal - Quem é Brou Bruto?
Brou - Sou atleta de mountain bike, corrida de aventura e corrida de montanha. pratico a muitos anos essas modalidades multisportes como se chama. Também sou professor de educação física e tenho uma farmácia onde trabalho nela e dedico muita parte do meu dia nisso, sou formado em educação física, tenho um vasto conhecimento no ramo de farmácias, que aderi com meu pai e muitos anos trabalhando nesse ramo.


Pedal– Nos fale a respeito de uma prova difícil a qual você já participou? 
Brou - A Grand Pirineus em 2013 e outra prova memorável foi o Iron Biker 2013 que participei com meu grande amigo Rosinha.

Pedal - Como você consegue conciliar o treinamento de várias modalidades, viagens e família?
Brou - Tenho muita sorte por ter apoio de minha esposa, o apoio dela é fundamental para que a brutalidade possa aflorar. Eu pedalo, corro e malho e isso acaba ocupando boa parte do meu tempo. Sem o apoio dela seria difícil conciliar treinos e família. Treinar multisportes não é fácil, treino musculação as 5h30 da manhã, bike às 15hrs e speening às 19hrs. Às vezes malho, corro a tarde, pedalo e ainda dou aula de speening, é uma rotina exaustiva.

Pedal – Você tem alguma motivação religiosa?
Brou - Na verdade minha criação é no catolicismo. fui criado na religião católica por causa do meus pais. A fé é independente de religião, pra quem tem fé a vida nunca tem fim. Por isso busco evoluir como ser humano.

Pedal- Qual foi sua maior realização no mountain bike? 
Brou - Foi chegar ao momento ao qual estou vivendo e poder motivar pessoas. Dou ênfase a isso. Toda vez que motivo alguém também sou motivado e considero isso para mim a maior conquista no MTB.

Pedal- Você gosta mais de provas de Cross Country ou Maratona?
Brou - XC, isso me motiva por gostar de trilhas e poder ver o público vivenciando o que está acontecendo dentro de uma prova da muita energia.

Pedal - E sua alimentação, como é?
Brou - Minha alimentação é praticamente perfeita. Eu como de três em três horas, não como gordura, nem fritura, nem refrigerante, nem açúcar. Não utilizo sal na alimentação, somente o que já está no alimento. O Atleta que quer melhorar a performance ele tem que abdicar, ele tem que sofrer, fazer suas escolhas. A decisão do atleta em questão alimentar é muito grande, porque o cavalo anda, o cavalo come.

Pedal - Tem idade para começar no esporte? 
Brou - Não tem idade para começar, nem para terminar. Tendo em vista que em uma edição do Iron Man uma mulher de 84 anos concluiu o evento completo na bike, natação e na corrida sem fingimento. Eu vejo atletas precoces de 5 anos que já estão explosivos, a brutalidade não depende da idade. Tem que querer mesmo, eu quero eu posso eu consigo.

Para saber mais sobre o Brou acesse www.brouaventuras.com.br.

Em 2015 ele também mandou um recado para todos leitores e usuários do site pedal.com.br, recado esse que continua bem atual.

Matéria de André Moises em homenagem ao quadragésimo aniversário de Brou Bruto.

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

MISSÃO

- Promover a integração humana e o respeito à natureza, por intermédio de atividades ciclísticas.

 

- Promover o bem estar físico e mental e otimizar a qualidade de vida dos integrantes, em atividades esportivas semanais.

 

- Criar um ambiente de descontração, lazer e amizade entre os integrantes e suas respectivas famílias, garantindo liberdade de expressão.

 

- Fomentar o senso de responsabilidade social, agindo ativamente na busca da inclusão social e da cidadania plena.

VISÃO

Praticar atividades ciclísticas com o fim de colaborar para a construção de uma sociedade justa e igualitária, com respeito e preservação do planeta, reconhecendo os benefícios da prática do ciclismo, valorizando o esporte, participando ativamente de eventos esportivos e atividades de lazer e buscando o bem estar físico e mental de seus integrantes.

 

SUGESTÕES

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon

© 2016 BY SIMPLECI.WIX.COM/HOME