As 5 subidas mais difíceis de São Paulo

 

As 5 subidas mais difíceis de São Paulo – Se você é de São Paulo então sabe que o estado é recheado de serras, montanhas e morros com subidas muito duras para ciclistas.

 

Regiões como a Serra da Mantiqueira, Cantareira, Japi, Serra do Mar, entre outras, possuem algumas das maiores elevações do país.

 

Esse post visa apresentar quais são as 5 subidas mais difíceis para cicistas aqui em nosso estado.

 

Como esse ranking foi feito?

 

Para criar o Ranking utilizei o Strava. Com um trabalho de formiguinha analisei subida a subida pela ferramenta “Explorar Segmentos” do aplicativo.

 

Para as subidas serem analisadas elas precisavam obedecer os seguintes critérios:

  1. Ter pelo menos 5% de inclinação média – assim cortei segmentos muito longos, de 40km, que não eram só da subida em si, mas de um trecho plano.

  2. Ter pelo menos 3km de extensão.

  3. Ter pelo menos 100 pessoas que percorreram o segmento no Strava – para não ser algo que só um grupo de amigos fez uma única vez, que fica dentro de uma propriedade particular ou foi usado uma só vez em uma competição.

  4. Ter seu início e seu fim dentro de SP

  5. Ter mais de 50% de seu trajeto dentro de SP

Depois de um sistema de pontuação com uma fórmula que criei, cheguei ao ranking.

 

E sem mais delongas, vamos a ele:

 

5ª Pico do Lopo (Joanópolis)

 

Abrimos a lista na Serra da Mantiqueira, na estrada para o belíssimo Pico do Lopo na divisa de Joanópolis-SP e Extrema-MG.

 

A subida que vem de Joanópolis é de uma dureza enorme. São 8km com quase 10% de inclinação, chegando ao alto do morro já na casa de 1600 metros de altitude.

 

Além de abrigar a subida ao Lopo, Joanópolis é uma jóia rara para cicloturismo e mountain bike. A partir de lá há a estrada (de asfalto) para a Cachoeira dos Pretos, uma das maiores do Estado com 150 metros de queda.

 

Continuando na estrada da Cachoeira dá para acessar os distritos de Monte Verde-MG e São Francisco Xavier-SP.  O caminho para São Francisco tem inclusive uma das subidas mais difíceis do Brasil e aparece no ranking.

 

Para quem tem menos tempo, uma ideia é chegar via Fernão Dias, subir pelo lado de São Paulo e descer pelo lado de Minas, dando um excelente percurso de um dia com muito (mas muuuuito) morro.

 

Vale ressaltar também que a rota passa uma parte em Minas Gerais, porém o maior trecho e o início da subida é em São Paulo,terminando bem na divisa dos dois estados.

  • Distância: 8,00km

  • Inclinação média: 9,71%

  • Ganho de elevação: 777m

  • Superfície: Terra

  • Altitude Máxima: 1639m

  • Bike apropriada: MTB

  • Pontuação: 21,43

Acesso:

  • Segmento no Strava

  • Como chegar

4ª Serra Nova de Campos do Jordão (Taubaté x Campos)

 

A subida da Serra De Campos do Jordão pela estrada “nova” é a quarta no ranking mas é líder em outro quesito: é a subida inteira de asfalto mais difícil do estado de São Paulo.

 

A serra é tão longa que seria também a terceira no ranking brasileiro no quesito distância percorrida, com quase 20 quilômetros de extensão.

 

Outro ponto legal de se observar sobre a subida de Campos do Jordão é sua popularidade: o segmento entre o começo e o final da Serra é o mais percorrido dos 5 aqui da lista, com 2448 ciclistas com o Strava ligado tendo passado por lá.

 

Além de todos esses números da subida em si, ao chegar na cidade paulista você também estará dentro de outro recorde brasileiro.

 

Campos possui a sede de cidade mais alta do país, com 1628 metros acima do nível do mar.

  • Distância: 19,81km

  • Inclinação média: 5,09%

  • Ganho de elevação: 1009m

  • Superfície: Asfalto

  • Altitude Máxima: 1651m

  • Bike apropriada: Speed

  • Pontuação: 23,38

Acesso:

  • Segmento no Strava

  • Como chegar

3ª Serra dos Marins (Piquete)

 

A nossa terceira colocada talvez carregue um nome muito mais conhecido no meio do trekking e trilhas a pé que de bike. A serra que sobe de Piquete até a divisa do estado é comumente usada para quem vai escalar o Pico dos Marins, ou mesmo fazer a popular travessia Marins x Itaguaré. Fato é que até subir a serra de carro não é tarefa fácil.

 

Para os que buscam uma aventura de bike, o lado mineiro do morro tem muitas opções para você continuar pedalando. É possível descer para Marmelópolis, Virgínia e Passa Quatro, ou voltar para Delfim Moreira e Wenceslau Braz.

 

Independente do sentido que você tomar, vai ter que encarar a terceira subida mais difícil do estado de São Paulo antes de chegar lá.

  • Distância: 12,77km

  • Inclinação média: 7,05%

  • Ganho de elevação: 900m

  • Superfície: Terra

  • Altitude Máxima: 1444m

  • Bike apropriada: MTB

  • Pontuação: 24,42

Acesso:

  • Segmento no Strava

  • Como chegar

2ª Estrada das Pedrinhas (Guaratinguetá)

 

Essa talvez seja a única na lista de subidas mais difíceis de SP conhecida como descida que subida. Afinal, é possível finalizar a popular rota de romeiros do Caminho da Fé descendo a Estrada das Pedrinhas e chegando à Aparecida do Norte.

 

Ela chega a incríveis 1886 metros de altitude máxima.  Há trechos bastante técnicos na descida também, que conta com paisagens deslumbrantes do Vale do Paraíba. Não é muito comum utilizar a Estrada como subida, porém, se feito, há rotas interessantíssimas de pedais a partir do topo. Campos do Jordão, Brazópolis, São Bento do Sapucaí, Santo Antônio do Pinhal…

 

Para regressar ao início da subida, há como voltar pela bela subida da serra de Wenceslau Braz, em Minas, chegando em Piquete, ou pela própria descida de Campos do Jordão.

 

Tenha você um destino depois da subida da Estrada das Pedrinhas ou apenas a ambição de subir a serra, certamente encontrará um grande desafio ciclístico pela frente.

  • Distância: 12,99km

  • Inclinação média: 9,15%

  • Ganho de elevação: 1188m

  • Superfície: Terra

  • Altitude Máxima: 1886m

  • Bike apropriada MTB/Gravel

  • Pontuação: 31,40

Acesso:

  • Segmento no Strava

  • Como chegar até Segmento

 

Vamos à campeã:

 

1ª – Subida da Serra da Bocaina (São José do Barreiro)

 

 

A Subida da Serra da Bocaina em São José do Barreiro é não só a mais difícil de São Paulo como uma das mais difíceis do Brasil inteiro!

 

Com mais 20 quilômetros de extensão toda em estrada de terra, ela é a campeã do estado. Saindo de apenas 520 metros em relação ao nível do mar e terminando em incríveis 1727 metros, a subida desta serra não deixa a desejar em nenhum critério.

  • Distância: 20,34km

  • Inclinação média: 5,93%

  • Ganho de elevação: 1207m

  • Superfície: Terra

  • Altitude Máxima: 1727m

  • Bike apropriada MTB/Gravel

  • Pontuação: 31,40

Acesso:

  • Segmento no Strava

  • Onde está e como chegar

Bons pedais!

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

MISSÃO

- Promover a integração humana e o respeito à natureza, por intermédio de atividades ciclísticas.

 

- Promover o bem estar físico e mental e otimizar a qualidade de vida dos integrantes, em atividades esportivas semanais.

 

- Criar um ambiente de descontração, lazer e amizade entre os integrantes e suas respectivas famílias, garantindo liberdade de expressão.

 

- Fomentar o senso de responsabilidade social, agindo ativamente na busca da inclusão social e da cidadania plena.

VISÃO

Praticar atividades ciclísticas com o fim de colaborar para a construção de uma sociedade justa e igualitária, com respeito e preservação do planeta, reconhecendo os benefícios da prática do ciclismo, valorizando o esporte, participando ativamente de eventos esportivos e atividades de lazer e buscando o bem estar físico e mental de seus integrantes.

 

SUGESTÕES

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon

© 2016 BY SIMPLECI.WIX.COM/HOME