Avancini conquista 4º lugar inédito na Copa do Mundo; Schurter vence

July 8, 2018

 

O brasileiro Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing) conquistou neste domingo (8 de julho) a quarta colocação na 3ª etapa da Copa do Mundo de Mountain Bike Cross Country. O evento foi realizado na localidade de Val Di Sole, na Itália e, além das provas de cross country olímpico, teve também provas das modalidades downhill e 4X.

 

Este foi o melhor resultado de um brasileiro na Copa do Mundo. A prova reuniu 114 ciclistas de 31 países e Avancini foi o primeiro a passar na start loop, na frente de nomes como Maxime Marotte, Nino Schurter, Mathieu Van der Poel e Samuel Gaze.

 

“Eu gastei alguns cartuchos no começo da prova. Mas quando você tem a oportunidade de estar na frente, de estar na fuga, você tem que investir. E não deixa de ser um processo de aprendizagem. Depois tive que me reencontrar na prova, momento difícil, pois quando o pelotão te passa é difícil para a cabeça e também para manter a fluidez, mas eu consegui me reencontrar, fui crescendo novamente na prova. Primeiro pódio, é isso aí. Passo a passo e não vamos parar por aqui não, vamos continuar trabalhando”, disse Avancini, que ocupa a quarta colocação no ranking mundial da UCI e confirmou que estará na etapa única do Campeonato Brasileiro de MTB no dia 22 de julho, em Parelhereiros, na Grande São Paulo.

 

Depois da start loop, o suíço Nino Schurter assumiu a liderança e abriu uma vantagem de 20 segundos sobre o holandês Van der Poel (vencedor do short track na sexta-feira), seguido mais atrás pelo italiano Gerhard Kerschbaumer no começo da terceira volta. Avancini sofreu uma avaria no pneu traseiro e perdeu algumas posições até se garantir na quarta colocação. Lá na frente, Kerschbaumer atacou e partiu em busca de Schurter, que dava sinais de cansaço.

 

Na penúltima das 6 voltas, o austríaco encostou e abriu a última volta na frente de Nino Schurter, que atacou com decisão para a vitória na última subida da sétima volta e garantiu a vitória em Val di Sole. Van der Poel cruzou em terceiro.

 

Com o resultado, Nino Schurter aumentou sua diferença no ranking da Copa do Mundo e agora tem 1.130 pontos contra 820 de Van der Poel e 711 de Maxime Marotte.

Maja Wloszczowska levou a melhor na disputa da Elite feminina

 

FEMININO


Na categoria feminina, a prova foi muito disputada e com alterações na liderança ao longo da corrida. A holandesa Anne Terpstra foi a melhor na start loop, seguida por um quarteto formado por Jolanda Neff, Pauline Ferrand Prevot, Emily Batty e pela experiente Gunn-Rita Dahle Flesjaa. Mais atrás a polonesa Maja Wloszczowska e Yana Belomoina apertavam o ritmo para se manter no grupo e Annika Langvad (vencedora do short-track), Anne Taubere e Annie Last abandonaram a prova com pouco mais de 2 minutos de corrida.

 

Maja Wloszczowska apertou o ritmo na penúltima volta e abriu 5 segundos sobre as rivais na última subida; começou a última volta na frente e manteve a vantagem até a vitória. Após a terceira etapa da Copa do Mundo, a liderança é de Jolanda Neff, com 975 pontos, seguida por Annika Langvad, que desceu para a segunda posição com 923 pontos, e a francesa Ferrand Prevot é a terceira, com 806 pontos.

 

OS CINCO PRIMEIROS DA ELITE
 

1 – SCHURTER Nino 1h26min32s
2 – KERSCHBAUMER Gerhard +0:06
3 – VAN DER POEL Mathieu +1:09
4 – AVANCINI Henrique +1:14
5 – VOGEL Florian +1:32

 

AS CINCO PRIMEIRAS DA ELITE
 

1 – WLOSZCZOWSKA Maja 1h30min51s
2 – BATTY Emily +0:09
3 – NEFF Jolanda +0:30
4 – FERRAND PREVOT Pauline +0:38
5 – DAHLE FLESIAA Gun-Rita +0:41

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

MISSÃO

- Promover a integração humana e o respeito à natureza, por intermédio de atividades ciclísticas.

 

- Promover o bem estar físico e mental e otimizar a qualidade de vida dos integrantes, em atividades esportivas semanais.

 

- Criar um ambiente de descontração, lazer e amizade entre os integrantes e suas respectivas famílias, garantindo liberdade de expressão.

 

- Fomentar o senso de responsabilidade social, agindo ativamente na busca da inclusão social e da cidadania plena.

VISÃO

Praticar atividades ciclísticas com o fim de colaborar para a construção de uma sociedade justa e igualitária, com respeito e preservação do planeta, reconhecendo os benefícios da prática do ciclismo, valorizando o esporte, participando ativamente de eventos esportivos e atividades de lazer e buscando o bem estar físico e mental de seus integrantes.

 

SUGESTÕES

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon

© 2016 BY SIMPLECI.WIX.COM/HOME