Temporada nos pavés: Tour de Flanders será neste domingo


A Dwars Doors Vlaanderen, que será disputada na Bélgica nesta quarta-feira (28 de março), é a corrida que abre a contagem regressiva para a temporada de ciclismo nos pavés pela região de Flanders. A corrida integra o calendário WorldTour desde o ano passado e antecede o Tour de Flandres, que será neste domingo (1 de abril).


O Tour de Flanders, também chamado Ronde Van Vlaanderen, é uma das cinco clássicas Monumento (Milão San-Remo, Tour de Flanders, Paris-Roubaix, Liege-Bastogne-Liege e Il Lombardia). Nesta edição, tem 267 km de percurso, considerado o mais difícil dos desafios nos paralelepípedos temporada a temporada.


É que no meio do caminho estão os hellingen (colinas), que, apesar de curtas (são poucas as que têm mais de um quilômetro), contam com rampas bem duras – a inclinação máxima é de 22%. Disputar a Ronde exige ainda muito domínio, já que as estradas, além de inclinadas e com pavés, são muitas vezes estreitas e não permitem muita movimentação.


No meio do caminho a multidão lota as margens das estradas para celebrar a corrida, principalmente nos setores de pavés. O primeiro deles está a 82 quilômetros da largada, mas são outros trechos que geram mais preocupação, principalmente o Oude Kwaremont, que, junto com o Paterberg e o Koppenberg, fazem a diferença no final da corrida. Quem chega até ali tem grandes chances de marcar seu nome na história.


Vale lembrar que, desde 2012, a meta é em Oudennarde. A cidade de Meerbeke, que recebia a chegada do Tour de Flanders desde 1973, foi substituída por Oudennarde depois que o município ofereceu mais incentivos aos organizadores e melhores condições de transmissão de TV do circuito final. Em Oudenaarde, inclusive, existe o Centrum Ronde van Vlaanderen, um museu dedicado à prova.


O mais famoso desafio do Tour de Flanders é o Koppenberg, uma escalada com inclinação máxima de 22% e pedras irregulares. Desde a releitura do percurso em 2012 (quando o Muur Van Geraardsbergen foi removido), o Koppenberg passou a desempenhar um papel ainda mais decisivo na disputa.


Philippe Gilbert (Quick Step Floors), que venceu a edição de 2017 da corrida, depois de atacar no Oude Kwaremont a 55 km do final, volta para defender o título, mas a start list conta ainda com dois fortes adversários, Peter Sagan (Bora-Hansgrohe), vencedor de 2016, e Greg Van Avermaet (BMC). Veja start list no site oficial


Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

MISSÃO

- Promover a integração humana e o respeito à natureza, por intermédio de atividades ciclísticas.

 

- Promover o bem estar físico e mental e otimizar a qualidade de vida dos integrantes, em atividades esportivas semanais.

 

- Criar um ambiente de descontração, lazer e amizade entre os integrantes e suas respectivas famílias, garantindo liberdade de expressão.

 

- Fomentar o senso de responsabilidade social, agindo ativamente na busca da inclusão social e da cidadania plena.

VISÃO

Praticar atividades ciclísticas com o fim de colaborar para a construção de uma sociedade justa e igualitária, com respeito e preservação do planeta, reconhecendo os benefícios da prática do ciclismo, valorizando o esporte, participando ativamente de eventos esportivos e atividades de lazer e buscando o bem estar físico e mental de seus integrantes.

 

SUGESTÕES

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon

© 2016 BY SIMPLECI.WIX.COM/HOME