Holanda domina quadro de medalhas no mundial de pista

 

O Mundial de Ciclismo de Pista da UCI terminou no último domingo (4) em Apeldoorn, na Holanda, com o país-sede levando dois títulos mundiais, e a Alemanha e a Bélgica, um título cada.

 

A Holanda disparou à frente dos outros países, com um total de 12 medalhas, cinco delas de ouro. A Alemanha ficou em segundo lugar na contagem de medalhas com seis, quatro de ouro. A Grã-Bretanha, a Austrália e a Itália também terminaram a competição com seis medalhas cada.

 

 

Na prova por pontos, a holandesa Kirsten Wild levou sua terceira medalha de ouro nos mundiais, ao somar 49 pontos. A norte-americana Jennifer Valente (que já havia levado o ouro na prova de perseguição por equipes) ficou com a prata, e Jasmin Duehring, do Canadá, com o bronze. “É incrível”, disse Kirsten. “É claro que ganhar esta prova é algo especial, mas todas as jerseys são especiais, seja do primeiro lugar ou do último”, declarou, otimista.

 

Na prova de contrarrelógio de 1km masculina, a Holanda ficou com o ouro de Jeffrey Hoogland, que marcou 59.459 segundos, e com o bronze de Theo Bos. O australiano Matthew Glazer, que já havia sido campeão da prova de sprint, ficou com a prata.

 

Na última prova feminina, o Keirin, a Bélgica garantiu sua primeira vitória no mundial, com a performance de Nicky Degrendele. Lee Wai Sze, da China, e Simona Krupeckaite, da Lituânia, completaram o pódio.

 

Rumo a Tóquio

 

O Mundial terminou com a prova de Madison masculina, com a equipe dos alemães Roger Kluge e Theo Reinhardt trazendo o quarto título mundial para seu país. A Espanha ficou em segundo e a Austrália em terceiro.

 

“Minhas pernas estavam boas hoje, mas também tive um bom parceiro“, disse Roger. “Ganhei a jersey pela qual lutava desde 2008 e estou muito feliz. Um bom jeito de começar nosso caminho até Tóquio“, concluiu.

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo