Jenny Rissveds, campeã olímpica, afasta-se do esporte para tratamento psicológico

 

A situação de Jenny complicou-se pouco depois de sua vitória olímpica, momento em que muitas coisas em sua vida mudaram. Em um curto período de tempo, a ciclista perdeu dois avós e teve um conflito com a Federação Suíça de Ciclismo que a impediu de correr o mundial no ano passado.

Com estes problemas, a atleta encontrou dificuldades para treinar e ficou fora de competições por boa parte da última temporada. Com as competições de 2018 prestes a começar, ela decidiu focar suas energias em sua recuperação para depois retornar com força total. 

Em nota, a ciclista agradeceu a equipe, seu lar desde que ela comeu a competir e que manteve o apoio durante boa parte do ano passado, quando ela estava fora de competições. "Adoraria continuar sendo parte da equipe, mas infelizmente no momento não posso contribuir. Pelo melhor para todas as partes, vou me retirar para retornar no futuro mais forte do que nunca", afirmou.

"Toda comunidade do MTB e principalmente a Scott-SRAM ficaram muito tristes com o que aconteceu com a Jenny. Para melhorar, agora ela precisa se ver livre de obrigações e não só eu respeito sua decisão como também acredito que seja o melhor caminho para ela reencontra o equilíbrio em sua vida. Realmente acredito que ela vai voltar e espero ajudar em sua jornada. Nosso time estará com as portas abertas sempre", afirmou Thomas Frischknecht, ex-atleta e Team Manager da Scott-SRAM 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo