Incêndio em velódromo olímpico será tratado como crime federal

July 31, 2017

 

A Autoridade de Governança do Legado Olímpico (Aglo) informou que registrou boletim de ocorrência na Polícia Federal por causa do incêndio que atingiu parte do telhado do Velódromo Olímpico na madrugada de domingo no Parque Olímpico da Barra (RJ) pois se trata de um “crime de âmbito federal”.

 

A autarquia divulgou em nota à imprensa que peritos da Polícia Civil que estiveram no local avaliaram, preliminarmente, que a causa do incêndio foi externa. O ministro dos Esportes, Leonardo Picciani, que postou diversos comentários no Twitter, culpou os balões, que também atingiram outras áreas do Parque Olímpico.

 

Também ficou constatado que, a princípio, não houve qualquer dano de natureza hidráulica ou elétrica; não comprometendo, portanto, o sistema de refrigeração do velódromo, “que segue em funcionamento e mantendo a devida temperatura da madeira siberiana que compõe a pista de ciclismo”.

 

Ainda de acordo com a polícia, a primeira avaliação é de que os danos internos são decorrentes da queima da cobertura do velódromo e da água utilizada para apagar o incêndio. Durante a madrugada, o Corpo de Bombeiros já havia liberado acesso às instalações do velódromo para a equipe da AGLO.

 

Em junho, o velódromo, palco de recordes olímpicos nos Jogos Rio 2016, sediou um campeonato estadual de ciclismo de pista com 120 atletas. Desde sua reabertura, o espaço tem sido pouco utilizado, com alguns treinos de atletas de alto rendimento às terças e quintas-feiras.

 

Defesa Civil


A Secretaria Municipal de Ordem Pública informou que agentes da Defesa Civil isolaram parte do local e relataram que um balão que caiu na lona que cobre a cobertura da instalação esportiva provocou o fogo. Ainda segundo a secretaria, a região comprometida pelo fogo permanecerá “parcialmente interditada até que sejam realizados serviços de recuperação”. Informou ainda que a empresa responsável pela manutenção do Velódromo deverá providenciar os reparos.

 

NOTA OFICIAL


O Ministério do Esporte lamenta profundamente o incidente ocorrido nesta madrugada no Velódromo do Parque Olímpico da Barra e, ao mesmo tempo, critica essa prática criminosa de soltar balões. O Velódromo, legado dos Jogos Olímpicos de 2016, vinha sendo utilizado por atletas e pela comunidade do Rio de Janeiro.

 

Aguardamos e confiamos na apuração e punição dos envolvidos por destruírem mais do que um bem 

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo