CICLOTURISMO

Cicloturismo

Por ser uma prática relativamente recente e ainda pouco difundida no Brasil não existe uma definição ou conceito para essa forma de usar a bicicleta. Uma paixão, hobby, um estilo de vida ou tudo isso unido num único objetivo: subir numa bicicleta e com suas próprias forças, alcançar uma meta.

Seria mais fácil classificar os cicloturistas ou as formas de fazer cicloturismo em três tipos: 

Os cicloturistas velocista: São aqueles que confundem cicloturismo com competição e fazem das viagens uma tortura, uma verdadeira batalha contra o cronômetro e contra si próprio. 

Os cicloturistas aventureiros: São os que fazem da viagem um estilo de vida, sem se preocuparem com tempo, distância ou qualquer coisa que venha tornar o ato de pedalar numa obrigação. 

Os cicloturistas turistas: São aqueles que partem do desejo de conhecer um lugar específico, planejam um roteiro e durante a viagem desfrutam ao máximo de tudo que fizer parte dela, somente com a certeza do horário da saída, em cada dia durante a jornada.

Em geral, o cicloturista carrega consigo um carisma natural. Ele reflete de forma saudável o desejo de liberdade e aventura que está incutido em todo ser humano. Durante as viagens algumas pessoas impressionam-se, outras se identificam com o que você está fazendo e tentam de alguma forma se aproximar. Provavelmente por verem na "louca" tarefa do cicloturista uma experiência curiosa, que também gostariam de ter, mas isso está longe das suas realidades. Porém, participam ajudando de alguma forma e depois orgulhosos, contam aos amigos que "o maluco que passou viajando de bicicleta" dormiu, comeu, tomou um banho ou apenas bebeu um copo d'água na sua casa.

A Bicicleta

A escolha da bicicleta é muito pessoal. Não se pode ter uma bicicleta para cada viagem, mas para um estilo de viagem. Já existem bicicletas feitas especificamente para cicloturismo, uma espécie de híbrida, que infelizmente por serem equipadas com pneus finos e lisos, não são indicadas para rodar aqui no Brasil, graças as sempre péssimas condições das estradas. Prefira as mountain bikes, pois podemos viajar por caminhos alternativos (pistas vicinais, sem asfalto, trilhas e praias). Os pneus largos e o acabamento mais robusto das mountain bikes dão mais segurança e uma melhor performance em qualquer tipo de viagem.

Pelo que temos visto ao longo dos anos, acreditamos ser possível girar o mundo com qualquer bicicleta, sendo que algumas se comportarão infinitamente melhores que outras. Para viagens longas e com muita carga é preferível optar por bicicletas equipadas com componentes de melhor qualidade e mecânica mais refinada, que seguramente irão rodar por muito mais quilômetros, necessitando de muito menos manutenção. Quebras, instabilidade dos freios, folga nas rodas e caixa de direção, serão sinônimos de insegurança, despesas extra e perda de tempo na viagem.

Os acessórios

Os principais acessórios para quem pretende fazer uma viagem de bicicleta são os racks (bagageiros traseiros e dianteiros) e os alforjes. Outro acessório indispensável é o ciclocomputador, fundamental em qualquer viagem. Com ele você se mantém informado das distâncias, controla ritmo e intensidade, evitando um desgaste excessivo ou prematuro. Outros itens que merecem atenção são as caramanholas, de preferência térmicas e com grande capacidade. Os bar-ends ajudam nas subidas, contra o vento e principalmente para descansar nas grandes jornadas. Um farol a bateria, do tipo destacável, uma lanterna vermelha para a parte traseira da bike e os refletivos exigidos por lei etc.

A Viagem

Toda viagem nasce do desejo de se conhecer um determinado lugar. O próximo passo é analisar a possibilidade de fazê-la de bicicleta e escolher a melhor época para realizá-la, analisar clima e outros aspectos relevantes como por exemplo: piso (asfaltado ou terra), direção do vento, estação do ano e os fatores climáticos, dentre outros. 

 
A preparação e o planejamento para uma viagem de bicicleta podem levar dias, para que seja executada com segurança. 

O ritmo da viagem será determinado pela pista, e não pela sua vontade. Em alguns trechos é possível andar facilmente a uma média de 25 km/h, rodar 100 km em pouco mais de cinco horas e em apenas um turno, alcançar a meta do dia com pouco desgaste. Em outros trechos, pode-se levar um dia inteiro para cobrir 50 km com muito esforço e desgaste.
 
O segredo são muitas paradas, sempre que o corpo pedir. Aproveite para tirar fotos, apreciar a paisagem, sentir a energia da natureza, conversar. Dessa forma, o trecho passa mais rápido e a viagem fica menos dolorosa. É preciso ter muita paciência, a pressa também é inimiga do cicloturismo.
 
Uma viagem quando previamente elaborada possibilita escolher lugares com belas paisagens e a garantia de pelo menos saber onde provavelmente almoçará e passará a noite.

Dicas para as pedaladas

"Coma pouco e freqüentemente". 

"Coma antes de sentir fome e beba antes de sentir sede". 

"Nunca ultrapasse os limites do seu corpo (fadiga). Isso cortará seu apetite e seu sono". 

"Dê paradas rápidas para descanso, sem deixar perder o aquecimento". 
 
"Agasalhe-se antes de esfriar, desagasalhe-se antes de aquecer". 
 
"Não tenha medo de expor sua pele ao sol ou a água". 
 
"Evite bebida alcoólica, carne vermelha e tabaco, pelo menos enquanto estiver na estrada". 
 
"Faça seu ritmo. Não imprima um ritmo forte, principalmente durante as primeiras horas, enquanto você está se sentindo cheio de energia. Poupe-se para o final".
 
"Seja humilde, honesto, sincero e não peça o que não precisa." 

 
"Aceite as pessoas como elas são. Seus hábitos, cultura e crenças" 
 
"Sorria nas dificuldades e persista até alcançar a vitória." 
 
"Respeite e proteja a natureza e a suas forças". 
 
"Ter flexibilidade para enfrentar situações inesperadas". 
 
"Conservar a bicicleta sempre limpa e lubrificada". 

MISSÃO

- Promover a integração humana e o respeito à natureza, por intermédio de atividades ciclísticas.

 

- Promover o bem estar físico e mental e otimizar a qualidade de vida dos integrantes, em atividades esportivas semanais.

 

- Criar um ambiente de descontração, lazer e amizade entre os integrantes e suas respectivas famílias, garantindo liberdade de expressão.

 

- Fomentar o senso de responsabilidade social, agindo ativamente na busca da inclusão social e da cidadania plena.

VISÃO

Praticar atividades ciclísticas com o fim de colaborar para a construção de uma sociedade justa e igualitária, com respeito e preservação do planeta, reconhecendo os benefícios da prática do ciclismo, valorizando o esporte, participando ativamente de eventos esportivos e atividades de lazer e buscando o bem estar físico e mental de seus integrantes.

 

SUGESTÕES

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon

© 2016 BY SIMPLECI.WIX.COM/HOME